Mestria

22–. Tradução portuguesa pelo autor do original em interlíngua.

Gosto muitíssimo disto. O título é ‘Garota’, os músicos são do grupo ‘Choro das três’. Três irmãs.

Primeiro a flauta transversal da Corina, a primogénita, desempenha o papel principal. Pelo seu mecanismo de produzir o som, este instrumento tem uma bela variação e mistura de ruído e frémito com frequências melódicas. A melodia bela e calma é adornada com pequenas notas intermediárias, feito possível pela mestria de alto nível que Corina obviamente possui.

A melodia é suportate por um leito de belos acordos e harmonias dos instrumentos de acompanhamento, isto é a violão de sete cordas da Lia, e o cavaquinho do Pacheco (não um ukulele, se bem que este instrumento seja derivado de um progenitor do cavaquinho).

Este Pacheco também é o autor da peça ‘Garota’, como conta Elisa (a filha mais nova) no final do vídeo. Ele o escreveu dedicado a ela como um presentão.

No momento 2:06 do vídeo a peça parece ter chegado ao fim. Mas então começa de novo! Com um som mudo e baixo na guitarra da Lia, o que, de maneira alguma que não consigo explicar, me emociona. Sons deste tipo voltam várias vezes.

Guitarristas principiantes às vezes produzem tais sons devido a uma deficiência na técnica de tocar, quando um dedo da mão esquerda é colocado incorrectamente, não atrás do traste, mas sobre ele. Atrás do traste o dedo empurra a corda contra o traste, e assim encurta a parte da corda que pode vibrar, mas sem obstruir a vibração. Isso requer um posicionamento cuidadoso, pois uma posição demais para trás (na direcção da cabeça) faz com que o encurtamento não seja bom, com um som rangente como resultado. Uma posição mais na direcção da ponte causa um impedimento de vibração.

A Lia aqui faz as notas mudas, estou certo, não por falta de técnica, mas ao contrário pelo seu mestria do instrumento, intencionalmente, para usar o violão temporariamente como instrumento de percussão em vez de ser melódico. Isto requer uma precisão ainda maior do que para notas normais, porque as vibrações da corda devem ser abafadas um pouco, mas não demais. Há uma margem muito pequena para as posições nas quais isto soa bem.

Na segunda parte de ‘Garota’ claramente o papel de solista, anteriormente desempenhado por Corina Meyer Ferreira, é assumido por Elisa, também Meyer Ferreira, sendo elas irmãs. O instrumento principal de Elisa é o mandolino, na sua variante brasileira chamado bandolim. Mas ela é uma multi-instrumentalista, que também toca clarinete (4:17), banjo, piano, e acordeão. E todas as três irmãs às vezes também cantam.

Nestes vídeos também vemos o pai Eduardo Ferreira, integrante da banda como percussionista, sempre presente, sem ser conspícuo, mas importante, já no passado, como descobridor, estimulador e fomentador do talento das filhas dele.

Eu não sabia, ma leio hoje, no dia 21 de junho, que ele já não vive. Morreu em 12 de junho de 2021 devido a complicações de Covid-19. Tinha apenas 60 anos. Uma tragédia. Requiescat in pace.

É difícil agora continuar a escrever meu artigo como planeado. Mas vou tentá-lo mesmo assim.

A mestria dos instrumentos pelas irmãs Meyer Ferreira não leva a um fasto técnico, nem a um concurso de quem soa mais notas por segundo, mas é empregado para controlar subtilmente em cada momento o tempo e a dinâmica, soando poucas notas ou muitas como for preciso, adicionando fiorituras quando funcionais, com um timing e uma coordenação mútua perfeita.

Isto requer uma maturidade observada amiúde em músicos de meia-idade, mas já está presente nesses músicos relativamente jovens. Com base na Wikipedia supoto como anos de nascimento: 1988, 1990 e 1993.

Este mestria e controlo se vê e ouve também neste vídeo, gravado em 2016 durante um tournée dos Estados Unidos. ‘Quando me lembro’. Escrito por Luperce Miranda (1904–1977). Fiorituras, sim.

Importante é também o aspecto social: os indivíduos, todos brilhantes, não tocam para mesmo estar uma estrela, mas para deixar um outro músico, e a música mesma, estar a estrela. Isto é musicar servindo.

Um dos estilos básicos do grupo Choro das 3 é o forró, dança e música. Pessoalmente sento que minha preferência não vai naquela direcção, se bem que isto soe muito bem. Forró Barroco.

Epílogo etimológico:

Cores: enfadonhas extravagantes sem preferência Recargar a página